Favoritos do mês de fevereiro

O mês de fevereiro fora alucinante, desenhei, terminei vários projetos, corri muito, dormi pouco etc. Acabou sendo um mês produtivo, aprendi muita coisa. Uma das coisas que tem tirado meu sono são as pinturas que tenho feito com tinta guache (depois mostro os meus erros e acertos em outro post). O bom é que eu estou aprendendo teoria das cores usando guache :). Em breve postarei alguns desenhos coloridos! ❤ Hoje falarei apenas dos meus desenhos favoritos do mês de fevereiro, tentando explicar um pouco como cada um fora pensado ou feito. Se ficarem com alguma dúvida ou tiverem qualquer sugestão podem deixar nos comentários.

  • Eu resolvi fazer uma colagem com três fotos preto e branco. Gosto de desenhar a partir de colagem porque você pode criar a sua composição a partir de imagens. Procurei no google  algumas imagens e filtrei o que achava interessante. Meus termos de busca foram Audrey Hepburn preto e branco, gato fotografia preto e branco e mão fotografia preto e branco. Quando achei três imagens que me interessaram, abri o Photoshop e fiz uma colagem digital,  já que estou sem impressora. Depois eu fiz uma grade tanto na minha página em branco como na colagem. Aí só assim comecei a desenhar. Depois apaguei as linhas da grade e comecei a colocar os tons no desenho. Particularmente, gosto de começar com os tons médios, deixando as partes escuras e claras para o final. Espero que tenham curtido o resultado final! Os materiais usados foram lápis 2B, 4B e 6B, borrachas e papel bistrol da Canson.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

  • O próximo desenho fora produzido durante as aulas de desenho, já que o exercício era desenhar natureza morta e tentar enxergar e traduzir a iluminação do ambiente. Desenhar a partir de objetos exige que você meça as proporções. Eu meço com um lápis e vejo a relação dos objetos (Veja como medir aqui). Quando o esqueleto está legal (você gostou como o objeto está posicionado na folha, as proporções parecem ok etc), você pode começar a transferir os valores que você vê para o papel. Depois de várias horas o desenho ficará pronto! É meio demorado, mas é divertido. Materiais usados: lápis Conté a Paris branco e preto, borrachas e papel cinza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

  • Dia 20/02, eu e Rafael fizemos 9 anos juntos (quase uma década), então eu decidi desenhá-lo a partir de uma fotografia que eu gosto muito. Aí, peguei meus lápis 2B, 4B e 6B, borrachas e papel bistrol da Canson e coloquei mão na massa. Ele gostou muito do resultado e eu fiquei feliz! Como eu fiz a partir de uma foto de tamanho diferente usei o método de ampliação por grade. Eu tô tentando fazer desenhos realísticos para aperfeiçoar algumas técnicas que tenho aprendido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

  • Por último, desenhei um vestido. Tirei o vestido do armário, coloquei em cima de uma cadeira, ajeitei a iluminação (usei meu celular como lanterna) e fiz um esboço no papel. Tirei as medidas (na hora tudo pareceu razoável), aí fui para a segunda fase do desenho. Eu penso na segunda fase como a fase de colocar o recheio no bolo. Depois que você coloca o recheio, tá pronto e lindo. Quando coloquei todos os valores, vi que tinha errado a perspectiva da cadeira. Era tarde demais para mudar, então deixei assim. Até hoje isso me incomoda, devia ter percebido o erro  na primeira fase ( a fase que você faz o rascunho, checa as medidas e a perspectiva), mas não!!! Embora o incomodo, eu gostei do jeito que o vestido ficou, por isso resolvi compartilhar 🙂 O desenho fora feito com carvão, borracha e papel branco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

9 comentários sobre “Favoritos do mês de fevereiro

  1. Eu tenho gostado muito do lápis 6b. A gente estuda as cores em artes plásticas? Você faz artes plásticas?
    Eu tenho gostado muito de giz de cera, adoro lápis e comprei alguns pacotes de papel canso que tô com maior medo de estragar fazendo os meus desenhos horrorosos, rs.
    Quanto a desenhar pelo que pude ver você precisa de uma estratégia e bolar o s ketchup na mente, marcar tênuemente os traços principais e em seguida começar visualizando a imagem que você quer imprimir. No meu caso, gosto muito de Paul Klee e Miró. Acho que eu falo é me expresso melhor como um Miró e minha vida é chegar nos tons de Klee.
    Tenho lido lentamente Beth Edwards e quero os meus desenhos cheios de linhas livres e vivas.
    Você está progredindo, onde a proporção falhar no seu desenho ou o lado certo da mão no queixo parecer ter dado errado como no caso da cadeira, é hora de deixar falar as formas que as linhas e cores sugerem para que as formas saiam do nosso sonho de concretização para o da realização inconsciente no plano real de seu trabalho de expressão; por isso sempre que achar que terminou um desenho é justamente a hora em que ele ainda está em processo e inacabado mas pode vir como outra obra, tela ou desenho.

    1. Não, eu estudo design. A gente também estuda cores em Design. Eu pego algumas matérias do curso de artes como desenho intermediário. Eu nunca desenhei com giz de cera… Agora nós vamos começar a usar pastel na aula de desenho. Estou tensa, o material é caro e não quero desperdiçar… Entendo a história do papel muito bem, hahaha!
      Klee é artista favorito do meu professor de cores!!! É muito impressionante mesmo 🙂
      Pessoalmente, eu tenho dois sketchbook um para ideias e outro para sketchs.
      Eh quem sabe eu não faça outro desenho do vestido!

  2. Ah, tô tentando aprender lettering, mas não sei por onde começar; acho que deve ser mais fácil porque escrever eu já sei, né 😆

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s