Sobre desenhar

Cada dia me apaixono mais pelo desenho. Lápis, papel, textura, sombras roubam o meu olhar. Quando eu criei esse blog há aproximadamente um ano e meio, eu desenhava bem timidamente e não tinha técnica. Tudo era muito novo. Eu não entendia quando alguém dizia que antes de comprar um caderno novo de desenho tinha que passar a mão entre as folhas e sentir o papel. Hoje eu vejo meus dedos deslizando entre as folhas de papel e sinto prazer. Aquele pequeno prazer de Amélie Poulain.

Ontem quando cheguei da aula de desenho, eu fui desenhar. Não era para a aula, não era nenhum exercício, era algo para mim. Eu sempre quis desenhar a Twiggy, então fui desenhar <3. O desenho roubou a minha noite de quinta, mas é muito relaxante esquecer da vida e, simplesmente, desenhar a noite inteira. Sei que ainda não está perfeito, tenho muito o que aprender e treinar, mas eu gostei do resultado! O desenho fora feito com lápis 2B, 4B e 6B, borrachas e papel bistrol. 

Aproveito também para compartilhar o desenho que fiz durante a aula. A professora levou um crânio de cavalo para a gente desenhar. Aí, eu fiz o desenho com carvão e papel branco. Eu acho muito gostoso desenhar com carvão, pena que suja muito!!! Espero que curtam os resultados, até o próximo post! 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

15 comentários sobre “Sobre desenhar

  1. Tenho fascínio por desenho, tanto quanto você! Quando surge a vontade, não há quem segure, só nossos lápis e borrachas desenhando os giros do mundo (da nossa cabeça). haha Inclusive, sua performance em desenhar é esplêndida.

    1. Seu olho vê bem diferente do seu cérebro. E é difícil desenhar com seu cérebro achando que sabe de tudo o tempo todo. O problema maior de desenhar para mim foi aprender a enxergar. Ainda não enxergo direito, estou tentando desenvolver isso todos os dias. Estou desenhando coisas não tão interessantes como xícaras, potes, mesas, cadeiras, brinquedos, etc para aperfeiçoar e saber desenhar a partir da vida. Outra coisa difícil é a relação desenho/papel. Como pôr o seu desenho na folha em branco? Como ele vai se posicionar no papel? Aí, tem que estudar composição. Para mim, arte é compor. Já para desenhar a partir da imaginação, tem que ter muita referência e ir misturando estilos, mudando a composição, etc. A Juliana Rabelo, por exemplo, queria desenhar uma menina que ela inventou numa determinada posição. Aí, ela foi atrás das referências (buscou fotos pessoas na mesma posição), desenhos etc. Como ela não achou… ela foi se olhar no espelho ou tirou uma foto dela mesma naquela posição (algo assim). O fato é que ela sabia a posição que ela queria, mas ela teve que olhar para o olho dela aprender. Nosso cérebro acha que sabe qual é a posição :P. Tem coisas que ela não deve olhar mais porque ela já desenhou tanto que já foi absorvido. Na minha opinião, a prática de desenvolver o olhar, a prática de desenho constante, a busca de referências, etc aguçam a nossa imaginação e só com essa bagagem é possível desenhar da imaginação.

      1. fiz uns dois desenhos usando a tecnica que o ivan querino mostrou acho que ta no twitter; eu ia fazer o post hoje mas vou ter que trocar o teclado; nao ta funcionando direito;

  2. Acho que lá no fundo tenho inveja de mulheres que desenham, pois sempre me apaixono por ilustrações, cada vez mais! Imagino como deve ser mágico se perder nos desenhos. Eu tenho a minha escrita, mas deve ser diferente… De qualquer jeito, parabéns! Ficaram lindos! *-*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s